W Notícias

Capitalização da Reforma da Previdência é deixada para o segundo semestre

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse na última quarta-feira que o sistema no qual os trabalhadores contribuem por conta própria para sua aposentadoria, foi excluído da Reforma da Previdência.

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, 13, Maia disse que o governo deve tentar inclua-la em uma nova proposta que será apresentada a partir do segundo semestre.

De acordo com o deputado, os partidos que estão a favor da Reforma, votaram no texto sem autorização de inclusão da capitalização através de uma futura lei que possa complementar impedindo os impactos da proposta e garantindo o valor próximo a R$ 1 trilhão economizado em 10 anos.

Maia disse que tentará junto com Samuel Moreira do partido PSDB, relator da comissão espacial, fazer com que os governos locais continuem a favor da proposta. No entanto, esse tema ficará temporariamente parado, até que se tenha um acordo com prefeitos e governadores das cidades e Estados do país.

O relator Moreira, disse que as alterações no BPC (Benefício Prestação Continuada) e aposentadoria rural, poderão ser excluídas. Mas, que mesmo se isso acontecer, ainda contam com a possibilidade de economizar o 1 trilhão de reais na economia nos próximos 10 anos.

Além disso, o relator ainda anunciou que pretende não realizar mudanças na idade mínima para aposentadoria, sendo homens com 65 anos e mulheres em 62 anos, no entanto, no caso das mulheres o tempo de contribuição mínima poderá permanecer em 15 anos.

“Gostaria de descontextualizar os pontos de parâmetros na idade e tempo da contribuição, mas farei o que for possível dentro do processo para estruturar a economia”, disse Moreira que ainda estuda a diminuição da idade mínima de 60 para 57 anos.

Joice Hasselmann, deputada e líder de governo no Congresso, agradece o empenho de Moreira e Maia para aprovar a Reforma da Previdência. Ela é integrante do PSL e disse que só tem a agradecer a eles por seu empenho.

Na entrevista coletiva, alguns deputados da oposição, José Guimarães do PT, Sâmia Bonfim do PSOL e Jandira Feghali do PCdoB, tentaram interromper dizendo que a oposição não foi ouvida a respeito, além de alegar que Moreira e Maia, haviam garantido que os pontos do relatório não seriam apresentados a comissão de imprensa antes de uma sessão que estaria marcada para 14 de junho, nesta sexta-feira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.