W Notícias

Eduardo Leite, Governador do Rio Grande do Sul, foi ao Chile com o objetivo de conseguir investimento para o Estado

Foto: Luiza Prado/JC

O governador cumpriu nesta terça-feira, 4 de junho, parte de sua agenda elencando a confiança em suas reuniões. Essa é a segunda viagem ao exterior que o governador realiza desde que tomou posse do cargo, atualmente ele está em Santiago.

Leite apresentou o potencial do Estado brasileiro no seminário realizado no Sofofa (Sociedad de Fomento Fabril) em seu Centro de Convenção. O governador reforçou sua apresentação com a fala: “A confiança é o que torna viável a relação dos negócios e dos investimentos. Temos que estimular e ajudar a despertar quem possui recursos que podem ser empreendidos, realizando investimentos e se arriscando no segmento”.

O governador informou na comissão que o RS é considerado a 4ª maior economia do nosso país e que despertou interesse no mercado ao decidir que a ampliação das privatizações de empresas é algo benéfico. Ainda foi defendida pelo Chefe Executivo a revisão de tributos, a fim de estreitar a relação do Estado brasileiro com o Chile, diante do mercado no comércio e produção de vinhos. Ainda mostrou que está acessível para discussões relacionadas à ampliação de aviação, já que as empresas Two Flex e Gol estudam mudanças nos itinerários do RS. “Desejamos que aumentasse o número de voos no interior”, disse ele.

O governador se reuniu com executivos da CMPC, empresa chilena, indicando a ampliação de atuações nos setores florestais. Gilberto Petry, presidente da Fiergs do RS, estava presente na reunião com Eduardo Leite e estima o fechamento de bons negócios. “O Chile é estratégico pra negócios com o Rio Grande do Sul, além da internacionalização do nosso país, tanto em relação exportação e importação de produtos, como no investimento e nas cooperações técnicas”, disse Petry.

O dia continuou com negociações entre empresários do Chile e do RS. Ano passado, nosso país foi considerado como principal parceiro em comércio com o Chile, momento em que o RS realizou exportações para o mesmo que chegou a mais de US$ 480 milhões, maior valor relatado na última década.

Para quarta-feira, 5 de junho, acontecerão algumas visitas técnicas e novas negociações. O governador e alguns integrantes do secretariado voltaram hoje para o Brasil, no entanto, uma comitiva da Fiergs continua no Chile até o dia 7 de junho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.