W Notícias

Governador do RS entra em parceria com BNDES para o fim da estatização de empresas

Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini

Em parceria com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico), Eduardo Leite, Governador do RS e o Presidente do banco, Joaquim Levy, decidiram assinar neste sábado, 25 de maio, em Gramado, um termo de cooperação técnico com o objetivo de que os especialistas do BNDES ajudem o Estado a desestatizar as empresas públicas e no desenvolvimento de parceria público-privada para as mesmas.

O governador do RS citou a EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias), a qual deverá ser desestatizada. “Nós iremos optar pela iniciativa privada em 750 Km de rodovias”, informou Eduardo Leite.

Esse termo de cooperação foi assinado durante a abertura da Cosud ( Consórcio de Integração do Sul e Sudeste) em seu terceiro encontro. A Cosud reúne Governadores de estado como o RS, SC, PR, SP, RJ, ES e MG.

As empresas que serão privatizadas nessa nova cooperação são CEEE, Sulgás, CRM e a parceria público-privada no saneamento e na abertura de capital da Corsan, além as novas concessões de hidrovias, rodovias e portos.

Levy, presidente do BNDES, informou que o governo do RS está interessado em parcerias que dão valor aos ativos. Sendo essa a oportunidade para economizar a poupança que envolve a população nas atividades de economia.

Segundo Marcos Aurélio Cardoso, o secretário da Fazendo do Rio Grande do Sul, é importante que esses projetos para a desestatização de empresas, pois eles demandam estudos técnicos, estrutura complexa, necessidade de conjugação e deixar o projeto interessante para os setores privados, além da qualidade na prestação de serviços. Em sua opinião a parceria é fundamental.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.