W Notícias

5 Lições financeiras que a pandemia nos trouxe

Muitas famílias estão sofrendo com o impacto da pandemia por COVID-19, não apenas em relação a saúde, mas também em suas vidas financeiras. Confira aqui neste artigo, quais as lições financeiras que a pandemia nos trouxe em 2020!

Durante esses tempos de crise, muitos se viram sentados em casa, se perguntando o que poderia ter sido feito de maneira diferente e quais os conhecimentos precisam ser aplicados para melhorar suas futuras decisões.

Financeiramente, esta crise proporcionou uma boa quantidade de lições a serem aprendidas, as quais poderiam ter sido levadas em consideração mesmo antes de passar por situações complicadas como esta. A questão não deve ser parar nos erros e ficar se lamentando, mas seguir em frente com mais sabedoria e determinação do que nunca para tomar atitudes diferentes em relação as finanças. Então, que lições aprendemos até agora?

1. O excesso de confiança leva a uma má tomada de decisão financeira

É incrível a diferença que algumas semanas podem fazer. Não muito tempo atrás, o mercado estava atingindo novos patamares com a queda do desemprego. Tudo parecia bem. E muitos tomaram decisões financeiras como se nada pudesse mudar: gastaram mais, acumularam dívidas, fizeram investimentos mais arriscados, chegaram ao limite do cartão de crédito e economizaram menos.

Mas, tudo mudou e expôs a frágil casa financeira que construíram, após a chegada da pandemia.

O excesso de confiança leva a uma má tomada de decisão financeira e a uma agressividade excessiva em algumas áreas, enquanto ignora outras. O ideal é não fazer dívidas assim que iniciou um novo emprego, pois não há garantias.

É importante sempre questionar o que poderia acontecer se viesse a ter problemas na empresa, perder o emprego, entre outros.

2. Todos precisam de um fundo de emergência

Os especialistas financeiros há muito enfatizam a importância dos fundos de emergência. Por quê? Porque uma emergência financeira não é uma questão de “se acontecer”, mas de “quando” acontecerá.

Ter um fundo de emergência adequado pode ajudá-lo a enfrentar momentos em que a renda é baixa ou inexistente. Aqueles que tinham dinheiro reservado para uma emergência estão mais preparados para resistir à tempestade atual.

Quanto você deve economizar? O ideal é ter um valor específico para despesas de manutenção de três a seis meses (aluguel, água e luz, por exmeplo.), dependendo de quantas pessoas dependem de sua renda.

3. O desenvolvimento de múltiplos fluxos de renda é mais importante do que pensamos

Existem muitas razões pelas quais as pessoas procuram mais fontes de rendimento: pagar dívidas, poupar para o futuro ou mesmo poder ganhar mais. O que a crise nos ensinou é que múltiplas fontes de renda não só podem nos ajudar a alcançar nossas metas financeiras em tempos bons, mas também podem nos ajudar a superar os momentos em que a economia está baixa e as dispensas são comuns.

Fontes adicionais fornecem a oportunidade de obter alguma renda, mesmo se você perder o emprego. No futuro, vale a pena considerar o desenvolvimento de outro fluxo de receita.

4. A dívida é um grande problema

Para muitos de nós, os saldos do cartão de crédito e do empréstimo de automóveis refletem um estilo de vida que realmente não podemos pagar.

Tentamos mostrar o que não temos, mas estatisticamente falando, provavelmente não podemos nem mesmo ter esse estilo de vida. Então, estamos construindo uma fachada de mentiras. E o que encontramos no final? Uma enorme dívida.

E mesmo que você odeie esse fardo, você ainda tem que pagar suas contas. Durante tempos financeiros difíceis, o fardo parece ainda mais pesado. Temos menos dinheiro para pagar nossas contas e o acúmulo de sobretaxas e juros torna a dívida ainda maior.

5. Poupar para a aposentadoria é essencial

Anteriormente, foi mencionado o perigo do excesso de confiança. Durante os mercados em alta, o excesso de confiança leva a uma má tomada de decisão financeira. Durante os mercados em baixa, é o medo que move as peças.

Quando o mercado cai, suas emoções pedem que você abandone sua estratégia de investimento e venda tudo. Mas, isso é um grande erro. Sabemos o que leva a um investimento de aposentadoria bem-sucedido: disciplina e uma mentalidade de longo prazo. Devemos treinar o nosso cérebro para controlar nossas emoções.

Vale a pena buscar fundos de emergência, viver sem dívidas e economizar para a aposentadoria. Porém, para buscar essas coisas, precisamos ter uma margem financeira.

Devemos aprender a manter nosso padrão de vida atual enquanto aumentamos nossa renda. Não podemos permitir que o número em nosso pagamento determine o valor que gastamos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.