W Notícias

Polêmica no RS: Denuncias de que farmácia contratou médicos cubanos que estariam fazendo atendimentos ilegais

Entre os meses de maios e abril, a Farmácias São João contrataram médicos cubanos como atendentes de farmácia, o que causou polêmica no Conselho de Classe do Estado, o qual afirmou que houve denúncias sobre o desempenho de atendimento médico nas lojas da empresa, algo ilegal.

A empresa informou que a admissão dos estrangeiros foi apenas para o cargo de atendente, o qual não teria influência na função dos farmacêuticos (responsáveis técnicos da farmácia).  O CRF – RS (Conselho Regional de Farmácia) e o Cremers (Conselho Regional de Medicina) do Rio Grande do Sul informaram que vão analisar o caso.

Sérgio Ferraz, diretor jurídico da empresa, rebate o acontecido, ele menciona que mais de 20 estrangeiros tiveram contratações como balconistas de farmácia para exercerem a função de atendente. Não houve confirmação sobre a profissão de todos os cubanos, mas o diretor afirma que alguns são médicos, no entanto, sua formação não é atribuída ou desempenhada no trabalho.

Fim do programa Mais Médicos

No mês de novembro 2018, Cuba informou que deixaria o programa ao Presidente Jair Bolsonaro assumir o cargo, pois classificavam as ações do governante como “ameaçadoras”.  No Rio Grande do Sul, mais de 90 municípios perderam profissionais, sendo as vagas disponíveis não preenchidas desde o mês de março deste ano.

Os profissionais que ainda residem no Estado estão atuando em outras áreas profissionais ou desempregados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.