W Notícias

Sobre Guedes: Bolsonario diz que ninguém é obrigado a ficar como seu ministro

Foto: Divulgação

Paulo Guedes, ministro da economia, mencionou em entrevista que abandonaria seu cargo se a reforma da previdência virasse a “reforminha”.

Após a entrevista de Guedes, o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou durante uma entrevista coletiva ao Conselho Deliberativo Sudene que aconteceu em Recife, nesta sexta-feira, 24 de maio. O presidente disse que o ministro está em seu direito, pois não faz questão em obrigar ninguém a ser seu ministro.

Bolsonaro afirmou que a proposta de reforma da previdência que foi sugestão do ministro é muito importante, pois sem ela a economia do Brasil seria um caos, pois haveria diversas complicações desfavoráveis para todo país. Guedes afirmou o mesmo em sua entrevista, disse que esse projeto é de extrema importância para evitar que o Brasil pegue fogo, pois sem a mesma não serão apenas os Estados Federais que passarão apuros, mas os municípios também.

Em outras cidades e estados do país, o presidente fez apelo aos prefeitos e governadores para que apóiem a proposta da reforma, por ser a única maneira de ajudar a regularizar a desigualdade, problemas sociais e economia do país. “Esse é um desafio não só da presidência, mas da prefeitura e governo dos estados. Sem a reforma será impossível realizar os planos para que o país melhore e avance para um futuro digno. Além disso, estou certo de que isso é o que a maioria deseja”.

O presidente ainda foi questionado em relação às taxas de rejeição sobre a reforma pelo nordeste, a qual respondeu: “Essa pergunta poderia ser mais inteligente”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.